Super Rodotrem de 11 eixos poderá rodar a partir de Março

Cadastrado em 03/02/2017


Pauta antiga do setor canavieiro, a criação de um rodotrem de 11 eixos e 91 toneladas de PBTC foi autorizada por meio da resolução 640 do Contran, publicada em Dezembro. Ela passará a vigorar a partir de 15 de março.

Essa Combinação de Veículos de Carga (CVC) terá diversas novas legislações, visando a segurança, tanto do operador quanto das rodovias e outros motoristas. O setor canavieiro pede essa combinação para efetuar o transporte da cana-de-açúcar da roça até a usina, em trajetos que em geral não ultrapassam os 60 quilômetros de distância, visto que acima disso se torna inviável economicamente.

De acordo com as informações obtidas, os novos rodotrens poderão rodar apenas em trajetos relativamente curtos, de até 100 km, precisarão de um Autorização Especial de Trânsito, e terão de ser novos, não podendo ser adaptados em rodotrens de 9 eixos e 74 toneladas existentes.

O Contran ainda não definiu todas as regras. O que o setor canavieiro pediu são composições de 4,7 metros de altura e até 38 metros de comprimento total, mas seria um impeditivo, pois aumentaria os tempos de ultrapassagem e também de cruzamento de vias.


Pode ser que apenas o número de eixos seja aumentado, mantendo-se as medidas atuais, de 30 metros de comprimento e 4,10 de altura, ou pouco mais que isso.

Para a liberação da AET, também será necessário provar a necessidade do uso do equipamento, sendo concedida apenas em casos onde ele será realmente relevante, por isso não será um equipamento comum em rodovias.

Será obrigatório, para a emissão das AETs, estudos técnicos de viabilidade da rodovia, como capacidade de tração em rampas e aclives, cálculo de arraste e curva, capacidade de frenagem e capacidade técnica do cavalo-mecânico.

Outro ponto importante será o uso de cavalos-mecânicos com potências acima dos 500 cavalos de potência. Hoje a maioria das fabricantes tem caminhões nessa faixa de potência e acima disso, o que elevaria a média de velocidade dessas composições tão pesadas.

Também serão necessários estudos e adequações de pontes e outras estruturas da rodovia, para que a composição não cause danos estruturais nessas construções, além de estudos do pavimento, adequação das entradas e saídas de pista, com faixas de aceleração e frenagem, além de solicitação de construção de terceiras-faixas, onde for necessário.

O Contran tem até o dia 15 de Março para publicação das exigências para o super rodotrem, mas com todos os pontos sensíveis que o tema toca, não será um veículo comum nas rodovias, como já é o rodotrem de 74 toneladas, e não poderá rodar em serras, trajetos longos e etc.

Área do Distribuidor
Logo Noma

telefones Anfir

Copyright - 2011 - Desenvolvido por InovaClick