Protesto de caminhoneiros entra no 5º dia consecutivo

Cadastrado em 19/01/2017


Há cinco dias os caminhoneiros bloqueiam trechos de rodovias federais em Mato Grosso em protesto contra a redução no preço do frete e o aumento do preço do diesel. Nesta quarta-feira (18), segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os motoristas impedem o tráfego de veículos de carga em oito trechos de três rodovias: BR-364, BR-163 e BR-070.

Os trechos interditados na BR-364 ficam em Rondonópolis, Diamantino e Alto Garças. A BR-070 tem dois pontos de bloqueio, em Primavera do Leste e Barra do Garças, assim como a BR-163, com interdições em Nova Mutum e Matupá.

Houve aumento no número de pontos bloqueados em relação a essa terça-feira (17), quando cinco trechos estavam interditados pelos manifestantes, que montaram barreiras com pneus e cones.

Os atos dos caminhoneiros são realizados nos quilômetros 201, 206, 610 e 060 da BR-364; 593 e 1033 em Nova Mutum e Matupá; e 283 e 005 em Primavera do Leste e Barra do Garças.

Conforme a PRF, os bloqueios são feitos por integrantes do Movimento dos Transportadores de Carga (MTG), que cobram a implantação de uma tabela mínima nos valores dos fretes.

Os caminhoneiros também manifestam apoio ao Projeto de Lei 528, que tramita na Câmara Federal, e prevê a criação da Política de Preços Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas, a qual deve estabelecer um custo mínimo para o frete.

A situação se agrava, pois esse é o período de escoamento da safra de grãos. A concessionária que administra a BR-163 estima que nessa época pelo menos 40 mil veículos circulem diariamente pela via para o transporte de grãos.

Fonte: G1
Área do Distribuidor
Logo Noma

telefones Anfir

Copyright - 2011 - Desenvolvido por InovaClick